A questão operária e o cristianismo

É a obra que assinala as origens do pensamento social da Igreja. Citadíssima por Igino Giordani, constituiu parte integrante dos seus estudos e da sua formação. O livro foi publicado por Città Nuova e pelo Centro de Estudos Igino Giordani.

01 tagliatoO bispo católico Wilhelm Emmanuel von Ketteler, que foi deputado na Assembleia nacional de Frankfurt e futuro parlamentar do Partido de Centro alemão, em 1864, numa Alemanha agitada pelas lutas de classe, escreve um livro que assinala a origem do pensamento social da Igreja. A obra aborda as questões do justo salário, da glutoneria da burguesia, da erosão da moral causada pelo triunfo do egoísmo voraz, com extraordinárias capacidades de análise.

O Bispo de Mainz não se detém sobre o terreno moral, mas polemiza com o pensamento liberal e com o socialista, avaliando as insuficiências e as injustiças propugnadas pelos seus programas políticos. A própria Rerum Novarum, a encíclica que inaugura a doutrina social da Igreja, extrairá muitas das suas argumentações de tal escrito. Traduzido nas principais línguas, apareceu em italiano em 1870. Esta edição organizada e introduzida por Alberto Lo Presti, apresenta uma nova tradução italiana deste clássico do pensamento social e político contemporâneo.

editrice Città Nuova